quinta-feira, 17 de abril de 2008

21 DE Abril - COMPAREÇAM EM PESO COMO NO NORTE! FORÇA COLEGAS!

Na Região Centro continuam os protestos à segunda-feira

18h00
Castelo Branco - Em frente ao Tribunal
Guarda - Em Frente ao Governo Civil
Leiria - Junto à Câmara Municipal
Viseu - Rossio
Lamego - Soldado Desconhecido

21h00
Aveiro -
Em frente ao C. Comercial Oita - Av. Lourenço Peixinho
Coimbra - Praça da República

3 comentários:

Anónimo disse...

A contestação dos docentes jamais poderá baixar os braços neste momento, em que é necessário demonstrar a firme oposição de todos os professores ao novo modelo de gestão das escolas e à destruição da escola pública por parte deste governo.
Nunca como agora é necessário a união de todos os professores sem excepção, sindicalizados ou não sindicalizados.
Por isso apelo ao fim de qualquer divisão e à urgente necessidade de convocar a MARCHA DE INDIGNAÇÃO PARTE II, para demonstrar aos políticos que jamais vencerão a unidade dos professores.

mario silva disse...

Tenho sérias dúvidas (fundamentadas pelos múltiplos contactos estabelecidos) que a adesão seja significativa. O entendimento veio esfriar a animosidade que existia e agora os profs vão arrepiar caminho para se adaptarem ao tipo de modelo que não queriam implementado.

Anónimo disse...

É possível aos professores portugueses, além de uma nova marcha nacional de protesto em Lisboa em meados de Maio, fazer, entre 15 e 30 de Maio, um dia de AUSÊNCIA LABORAL NAS ESCOLAS POR INDISPOSIÇÃO ESPIRITUAL FACE AO ECD E AO PROCESSO DE AVALIAÇÃO, METENDO O ARTIGO 102.

Seria uma espécie de greve geral de protesto, ultrapassando os sindicatos que não estão interessados em marcar greves e querem apagar os fogos da agitação docente. Sindicatos ao serviço do governo e da ministra sofreriam uma bofetada se 50.000 ou 100.000 professores metessem o artigo 102 em 22 ou 29 de Maio próximo, deixando as escolas sem funcionar...