quinta-feira, 27 de março de 2008

A Escola da Ministra

Hoje a Ministra OBRIGA todas as escolas e todos os professores a obedecerem de forma cega a orientações ouvidas em qualquer escola superior de 'eduquês', ou seja se:

· os alunos não estudam, a culpa é dos professores porque não souberam motivar os alunos;

· os alunos faltam, a culpa é dos professores porque as suas aulas não são interessantes;

· os alunos chegam atrasados, a culpa é dos professores porque não souberam incutir nos alunos a responsabilidade;

· os alunos copiam nos testes, a culpa é dos professores porque estes não souberam incutir civismo nos alunos;

· os alunos chumbam nos testes, a culpa é dos professores porque os testes não são a única forma de avaliação dos alunos e/ou é um professor não sabe 'envolver as crianças num bom ambiente de aprendizagem';

· os pais não comparecem na escola, a culpa é dos professores porque não os sensibilizaram para a importância de acompanharem a 'educação' dos seus filhos

· se os alunos não têm comportamentos adequados na sala de aula, a culpa é dos professores porque não os conseguiram 'envolver no processo ensino-aprendizagem';

· se os alunos agredirem o professor, a culpa é dos professores porque não respeitaram as diferenças sócio-culturais dos alunos;

· se os pais agredirem o professor, a culpa é dos professores porque não respeitaram os seus filhos;

· entre muitas outras 'patetices' desta 'ciência' oculta.

Desta forma a escola do 'eduquês' ou a 'escola nova', é a escola das actividades lúdicas, entretenimento e guarda de crianças e jovens, onde:

1. apenas é avaliado o desempenho do professor;

2. apenas é tido em conta a assiduidade do professor, nem que este esteja a morrer com a pior das doenças.

E assim vai a escola pública portuguesa, transformada num circo onde os professores não têm tempo para estudar e prepararem as suas aulas e onde os alunos são guardados o maior número de horas possível, não interessando para nada aquilo que VERDADEIRAMENTE SABEM.

5 comentários:

Anónimo disse...

A gaita toda sao as horas que voces professores agora tem de passar na escola a cumprir o vosso dever (para o que vos pagam) de educar e instruir os alunos!
Nao vos passa no gargalo......
Antes desta Ministra e que era bom......nao era?

Ricardo disse...

Muito bem senhor anónimo... Será que ainda não percebeu que ser professor é trabalhar essas horas na escola e outro tanto fora dela? Não nos ouve reclamar para nos pagarem essas horas. Devia era perguntar-se por que é que o temos de fazer. Eu respondo... Porque não temos condições logísticas nem o material necessário para fazer esse trabalho de casa na escola. Conclusão: na prática estamos lá essas horas a que nos obrigam a ser autênticas amas secas de meninos mimados, para gaudio dos pais que não os educam nem os querem educar.

Anónimo disse...

Ricardo, Ricardo, olha que o Ze Povinho nao e tao estupido como voces o fazem e gostariam que ele fosse.....

Sarabanda disse...

Interessantes, estes senhores Anónimos...
Educar e instruir os alunos, é claro! O problema é que a deseducação que lhes incutem em casa, ou que eles observam, também em casa e no círculo social a que pertencem é tão grande, que quando nos chegam às mãos com os seus 15/16 anos vêm armados em grandes conhecedores da vida... ainda há pouco tempo, numa aula sobre os valores, tratando um assunto óbvio dos males da nossa sociedade ( a existência dos sem-abrigo) uma dessas meninas-senhoras soube dizer que não eram as aulas que lhe iam alterar as opiniões (e a opinião dela, para que conste, sobre esse assunto é que os sem-abrigo não querem trabalhar e é por isso que dormem na rua!

Por outro lado, e para além do facto de ser obrigada a passar horas na escola em que devia tabalhar e não posso por falta de condições (pelo que tenho que fazer tudo em casa, como diz o Ricardo),ainda me farto de suar (literalmente) de esbracejar (literalmente) de andar pela sala (nunca me sento nas aulas)durante 90 mais 90 mais 90 mais 90 minutos,sem parar (os intervalos mal dão para respirar fundo)tentando instruir meninos e meninas que pelos vistos já sabem tudo!

O Zé Povinho (seja lá isso o que for) pode não ser estúpido, mas disfarça bem...

Anónimo disse...

Com os professores que têm não seria de esperar outra coisa, pois não?