terça-feira, 25 de março de 2008

Os „Feios, Porcos e Maus“ do Ensino

Recebido por e-mail

Quem são eles, afinal? Os professores, como diz a Ex.ma Sra. Ministra? A Sra. Ministra e os seus Secretários e Adjuntos ? Os alunos? Os pais?

Não é fácil responder a esta pergunta. Nós, professores, durante longo tempo, aceitámos , com poucos ou nenhuns protestos, medidas injustas do Ministério.

O Ministério, satisfeito com o nosso quase silêncio, cada vez tomou medidas mais a nosso desfavor.

Os pais irresponsáveis,protegidos e até acirrados pelo ME, permitem aos filhos, os nossos alunos, comportamentos inaceitáveis.

Os alunos, como sempre foi, fazem aquilo que os deixam fazer…. que no momento é tudo!

Parece que em Portugal se abriu a “ caça ao professor”! Agora temos o escândalo da aluna do Liceu Carolina Michaëlis que se permite agredir a professora porque esta ( com toda a razão) lhe tirou o telemóvel!

Na minha opinião , deveria ser feito um exemplo deste caso – e de outros que não chegaram à opinião pública- com um justo processo posto aos pais da aluna e com a expulsão ou suspensão da mesma, como acontece nos países da Europa em que o Ensino ainda se rege por regras justas e correctas.

Tomemos o exemplo da vizinha Espanha, em que no passado dia 22 o Tribunal de Sevilha condenou a mãe de um aluno a pagar uma multa de 14 mil euros por uma agressão praticada pelo seu filho no Instituto de Secundária em que estuda. O tribunal considerou que a “laxitud y tolerancia” da mulher em educar o filho motivaram o comportamento violento do adolescente.

Pessoalmente, posso dar os exemplo mais modesto de alunos meus, jovens portugueses na Alemanha e na Suíça, a pedirem-me desculpa por se terem esquecido de desligar os telemóveis antes de entrar na aula, conforme ordenam as regras da escola. Uma ou duas vezes tirei telemóveis a alunos, pelo menos até ao fim da aula. Nunca houve reacções agressivas da parte dos alunos, a única coisa que aconteceu foi estes tomarem mais cuidado no futuro…

Mas o que espera a Sra. Ministra atingir, colocando os pais contra os professores? Que os últimos se tornem amas –secas de meninos malcriados?Que os meninos cresçam sem regras de comportamento, e que mais tarde se admirem de ser despedidos do emprego porque estão a navegar na Internet no computador da firma em vez de trabalhar? Será que nessa altura irão os pais agredir o chefe?

A situação do ensino em Portugal é perigosa. Perigosa porque se está a pôr em perigo o futuro da presente geração, e possivelmente o da seguinte.

Não sei responder,concretamente, à pergunta que pus no início. Mas posso garantir que a política de ensino actualmente seguida é feia, porca e !

Nuremberga, 25 de Março de 2008

6 comentários:

Anónimo disse...

A ministra, que eu tenha ouvido ou visto, so da elogios aos professores, e todo o povo tem o maior respeito e admiracao por eles.
Mas nao facma de nos, ministra e povo, estupidos.......

Anónimo disse...

Mais um estúpido apanhado...

José Luiz Sarmento disse...

Se eu fosse brutalizado por um aluno não deixaria de formalizar a respectiva queixa ao Director de Turma, embora sabendo que a penalização, a verificar-se, seria irrisória. Não deixaria de apresntar queixa na polícia, embora sabendo que o aluno é inimputável e que desta queixa, provavelmente, nada resultaria.
Mas o que eu não deixaria, sobretudo, era de mover uma acção cível aos pais e de lhes exigir uma pipa de massa.

sousa disse...

os professores nao sabem impor respeito e nem tem capacidade para tal. o aluno actuou dakela maneira pk a prof. deixou. em vez de tentar tirar a força devia era ter ido ao concelho dirctivo e elas e k deviam tratar o aluno. falam da falta de educação dos pais, mas so digo isto, um aluno passa em media 10h na escola, e os pais so tao com eles kando estão a dormir. a funçao da eskola e ensinar materia e tambem educaçao.

Anónimo disse...

Inteiramente de acordo com Sousa.
Mais uma vez digo: Nao facam de nos estupidos!
Querem continuar a ter as vossas vidinhas, com poucas horas de trabalho, longas ferias, bons ordenados e o resto do povinho a sustentar-vos!
Mais uma vez digo: Nao facam de nos estupidos!

Anónimo disse...

Meu caro Sousa... Nunca renuciaremos ao dever e ao direito de educar alunos como tu (aparentemente interessado) ou como os teus coelgas que aparecem nos vários vídeos na internet. Mas se conheces a escola de hoje, sabes bem quão impotente um professor é hoje em dia! Permitam que os professores possam exercer a sua autoridade natural e verás melhorias. 10h na escola? É capaz de ser verdade... Mas não será esse um dos problemas? Não achas que são horas a mais na escola? Ah, pois... se assim não fosse os pais teriam de passar mais tempo com os filhinos e aí a culpa também já seria deles. Mas para quê dividir responsabilidades? Enclausuram-se os meninos na escola mais de 10h e pronto, está resolvida a questão. Os professores que lhes dêem educação.